REMODELAÇÃO E AMPLIAÇÃO DE UM EDIFÍCIO PARA ESCRITÓRIO, BAIRRO DO AMIAL, PORTO

PROMOTOR: PARTICULAR

O local de intervenção é um lote localizado num bairro de habitação de tipo unifamiliar geminada, na zona do Amial, no Porto.

O lote tem duas frentes de rua, uma principal para a Rua dos Miosótis e outra para a Rua das Papoilas.

Pretende-se remodelar e ampliar a construção existente para um novo uso, o de Escritório.

A proposta desenvolve-se em dois pisos respeitando assim a moda da cércea da frente de rua, que ao longo dos anos tem sido alvo de alterações ao projecto inicial (de um piso). Outra alteração generalizada ao quarteirão é a ocupação do logradouro de cada lote, que justifica a nessecidade de mais área construída, além da disponível na habitação-tipo inicial (51m2).

Os lotes oferecem uma excelente orientação solar, oblíqua aos pontos cardeais,  possibilitando que todas as fachadas  dos edifícios assim como qualquer tipo de acrescento para o logradouro sejam servidos de, pelo menos, dois pontos cardeais.

O objectivo desta proposta é conseguir a menor área de construção ao nível do piso térreo de forma a criar uma comunicação directa entre o espaço verde do lote e os espaços interiores do escritório, servindo-os de boa luz e criando em torno dos mesmos um ambiente agradável de jardim. Outra questão muito importante a preservar é a permeabilidade do solo, que nesta proposta foi conseguida a cerca de 50% da área total do lote. O programa deste piso é composto por, hall, sala de reuniões, sala de trabalho, instalação sanitária, arquivo, bastidor e kitchenette.

Ao nível do primeiro piso, as diferentes volumetrias que o compõem mantêm igualmente essa relação com o jardim. As duas salas maiores e a casa de banho são os espaços compartimentados. A sala da secretária em mezanine, possibilita a visão directa de quem chega ao escritório e simultâneamente tem a privacidade criada pelas estantes que a envolvem. Estas podem servir de suporte para arquivos que sejam mutuamente utilizados pelas várias pessoas do escritório, pois estão acessíveis a partir do corredor.

Na volumetria do edifício houve especial preocupação de desfazer as grandes empenas do piso 1, interrompendo-as com pátios ajardinados. O alçado para a rua principal, mantém-se ao nível do piso térreo e no primeiro piso apresenta-se recuado do alinhamento de rua, possibilitando a continuidade da água do telhado da casa geminada que culmina numa pérgula virada a noroeste. O alçado para a rua das papoilas constituí-se pelo muro de vedação do lote e pelo portão de entrada dos carros, encimado por uma volumetria que além de servir como sala de trabalho serve também de coberto à zona de estacionamento.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom